segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Flores permanentes


Bom, quem já torceu o nariz para as flores artificiais ou permanentes? Tempos atrás eu já fiz isto, mas agora, elas têm lugar garantido aqui em casa.
As cópias são quase perfeitas, muitas vezes temos que pegar pra saber que não é de verdade.
Um detalhe - não vamos espalhando flores pela casa inteira, o ideal é definir alguns ambientes, tomar cuidado com a mistura, senão fica brega e cafona.
Selecionei alguns arranjos de flores permanentes bem bonitos.





revistacasaejardim.globo.com
www.bloghestia.com.br
ipatinga.olx.com.br
filhadamae1.blogspot.com
dschio.blogspot.com
planejamentoeorganização.blogspot.com
vivasuacasaviva.com.br


















24 Comentários:

Anabela Jardim disse...

Gostei do de rosas. Simples e feminino.

✿ chica disse...

Gosto delas e se escolhermos bem, perfeitas! Tem cada uma mais maravilhosa e natural que a outra! beijos,chica

Beth/Lilás disse...

Cissa,
Eu também pensava assim, mas antigamente as flores eram muito feias, artificiais mesmo.
E eu, sendo filha de florista, sempre tive a casa enfeitada com flores naturais. Hoje, até tenho uma ou outra pela casa, mas tento comprar a que tenha maior perfeição possível.
Suas escolhas estão perfeitas.
beijinhos cariocas



Amanda Schuler disse...

Eu era uma que torcia o nariz e hoje AMO! Fica lindo demais nos arranjos!
Mamãe fez uns muito lindos, qualquer hora eu mostro no blog!

beijocas Cissa

Jane Quintela de Carvalho disse...

Oi Cissa... eu gosto de flores artificiais e tenho algumas aqui em casa, acho que não dá para ter somente flores naturais e existem algumas que imitam perfeitamente as naturais... adorei este último arranjo no vaso azul... beijosss!!!

Elaine Lemes disse...

Prefiro dessas ...


Bjs
Blog Usei Hoje

Beleza Sem Fim disse...

Oi M. Célia,
Eu prefiro as naturais, não importa qual, mas naturais.Não gosto mesmo das artificias.
Tenha uma arvore da felicidade, uma avenca, orquídeas e o lírio da paz que eu adoro que não são tão caras e fácil de cuidar.
Um beijo

Nina Braz disse...

Oi Cissa,
Hoje em dia existem algumas lindas e perfeitas!
E o bom é que alegram a casa da mesma forma.
Beijos

Anete disse...

Cissa... Oi...
Um comentário feito à beira mar e com muitas dunas na paisagem... É, da minha mesinha vejo coisas lindíssimas...
MAS, gosto também das flores artificiais, tenho Lírios brancos na sala... Concordo c vc, muitas em excesso fica feio... Essas que trouxe aqui estão muito bonitas!...

Abraços e beijos

Ana Maria Braga disse...

Aquelas mais grosseiras, que se usava antigamente, acho-as feias e cafonas. Mas, as que se usa hj em dia, gosto muito. Tenho até 2 arranjos artificias na minha sala.
As mostradas aqui são lindas. De muito bom gosto.
Bjs, Cissa.

Betty Gaeta disse...

Oi Cissa,
Eu não morro de paixão por flores artificiais, mas tenho muitas em casa, pois meus gatos nem sempre concordam com flores naturais em cima dos móveis e elas acabaram sendo uma opção.
Beijos 1000 e uma ótima terça-feira para vc.

Gosto disto!

Camila Faria disse...

Tem umas super parecidas com as reais mesmo. Eu tenho flores secas aqui em casa, acho bonito!

Marlene Pires disse...

Oi Cissa eu tb tinha a mesma resistência em relação a flores artificiais, mas é que eram muito feias né mesmo, agora fazem cópias idênticas que as vezes a gente pensa que são naturais. Eu tenho comprado algumas bem bonitas. O post ficou lindo, parabéns!!
bjos e fique com Deus,
Marlene

Angélica disse...

Hola Cissa realmente ahora hay unas flores que parecen de verdad , no como las de antes que eran gruesas y feas

Zizi Santos disse...

Oi Cissa
Voce disse tudo, sobre o uso das flores permanentes, senão fica Brega
Sao lindas essas que voce sugere
Estou precisando de flores novas em casa
Orquídeas, sao minhas preferidas

Beijos
Zizi

Renata disse...

Oi Cissa!

Ah, eu também tinha essa impressão! Acho que antes as flores artificiais tinham "cara" de artificiais, agora elas são tão fiéis às verdadeiras que a gente até confunde.
Eu aqui tenho um ramo de orquídea que coloquei junto ao vaso verdadeiro que não dá mais flor desde que mudei (sniff) e todo mundo pensa que é de verdade.
Adorei essas imagens que você mostrou...ando pensando em colocar algo como uma hortênsia na sala...

Beijos, Renata
palpitandoemtudo

Amanda Schuler disse...

Olá Cissa.. quanto à sua pergunta sobre as lingeries lá no blog...
Tirando o espartilho, as demais peças são confortáveis sim. A calcinha principalmente, porque segura tudo, dá segurança mesmo!
E é um charme, né? hehe

Beijocas

Liduh disse...

Tenho 3 vasos aqui com flores artificiais, Célia, adoro;)
Beijos!

Lylia disse...

Oi Cissa,
Não tem que diga que não são naturais.Muito bonitas.
Um lindo fim de semana para você.
Bj,
Lylia

Betty Gaeta disse...

Oi Cissa,
Tenha um ótimo final de semana.
Bjs

GOSTO DISTO!

disse...

Um arranjo mais lindo que o outro!
Adorei!

Beijos

cristiane de paula goiatá goiatá disse...

Oi querida!!!

Obrigada sempre pelo seu carinho com meu cantinho Cris cria coisas!!! Saiba que cada uma de vocês me faz um pouquinho mais feliz!
Bem, são todas as flores artificiais que gosto mas achei bem charmoso nas imagens que selecionou. Dependendo dos arranjos parecem flores reais.
Beijo carinhoso e belo final de semana
http://criscriacoisas.blogspot.com.br

Toninho disse...

A sintonia das mãos com a mente privilegiada humana tem produzido cada vez mais perfeitos arranjos.
Estes aproximam do real.
Muito bonito.
Abraços.

Silvana Haddad disse...

Cissa:
Há muito tempo, eu já aderi as flores artificiais para decorar meu apê.
Cheguei a me empolgar tanto, que o espaço acabou, rsrsrsrs, e precisei colocar o pé no freio.
A minha única queixa é quanto a necessidade de uma limpeza constante, pois assim como outros objetos de decoração, é preciso remover o pó, senão as flores ficam feias.
Bjs.:
Sil
http://meusdevaneiosescritos.blogspot.com.br/

Related Posts with Thumbnails

Minha lista de blogs

Mimo da Betty Gaeta

Mimo da Betty Gaeta

Mimo da Betty Gaeta

Mimo da Betty Gaeta

  ©Mundo de Cissa - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger

|

Blog personalizado por Elaine Gaspareto