sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Notícias

Nesta foto, minha mãe, junto aos meus irmãos, irmãs e sobrinhos numa festa no Rio de Janeiro.

Boa noite, caros amigas (os)

Como já disse anteriormente em outros posts, estou com problemas de saúde, fazendo muitos exames, consultas; já passei por duas cirurgias, vou passar pela terceira, e os médicos já bateram o martelo no diagnóstico; estou com um melanoma. Não vou entrar em detalhes, porque todos sabem muito bem o significado desta palavra.
Por enquanto, graças a misericórdia de Deus, estou bem, seguindo com minha vida normal, cuidando das minhas atividades domésticas, marido, filhas, obviamente sem cometer excessos.
Para completar o ciclo de doenças, minha mãe foi submetida hoje, a duas pontes de safena, num hospital em Belo Horizonte. A cirurgia transcorreu dentro do previsto, ela está na UTI, onde deverá ficar três dias.
Peço a vocês, meus queridos, que rezem, orem e torçam por nós, pois precisamos muito das orações de todos.
Sempre que der, vou passando nos blogs de vocês, pois adoro fazer isto.
Um beijo para todos.

Maria Célia- Cissa

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Penteadeiras

A penteadeira resgata a nostalgia do romantismo.

Simbolo esquecido no século 19, a penteadeira retorna para suprir o vazio deixado na decoração.

Antigamente, pela manhã, era comum as mulheres se prepararem para o dia que vinha pela frente, ou, antes de dormir, preparar a pele.

Como um ritual, elas sentavam na frente do espelho e reservavam um tempo só para elas. Na bancada, perfumes, escovas, jóias, cremes e acessórios que estimulavam a criatividade na escolha da maquiagem, dos brincos, das presilhas...

Agora, a penteadeira volta com tudo para resgatar a rotina simples da vida e, na verdade, significa o elo de delicadeza entre o passado e o presente.

Eu me lembro bem de uma penteadeira da casa de minha avó, com um tampo grande, de mármore, num tom cinza muito bonito, as gavetas em madeira escura, com puxadores bem antiguinhos, a moldura do espelho no mesmo tom da madeira.

A penteadeira da minha avó era semelhante a esta.

Eu era encantada com ela, achava um luxo. Gostaria de resgatá-la, se soubesse do seu paradeiro. Perdeu-se no tempo.

domingo, 14 de agosto de 2011

Ausência

Olá amigas e amigos

Uma explicaçãozinha - ando muito ausente dos blogs dos meus queridos amigos, devendo visitas, comentários e postagens. Isto se deve ao fato que estou fazendo alguns exames e consultas por um problema de saúde. Quando tiver mais detalhes contarei a vocês.
Peço que rezem e torçam por mim.
Grande beijo.









































quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Natureza pouco conhecida


Areia, estradas sacolejantes, água doce, muita água doce, tão limpa que impressiona, fervedouros, como são chamados os poços onde a pressão da água impede que se permaneça submerso, dunas alaranjadas, capim dourado, do qual são feitos centenas de produtos, pelos artesãos locais.

Cachoeiras, chapadas, cânions, dunas alaranjadas, lagoas e rochas inusitadas completam o quadro de uma das regiões do Brasil mais bonita e ainda pouco conhecida – o Jalapão.

Toda estes atrativos naturais, totalmente diferentes uns dos outros, está situado no Parque Estadual do Jalapão, no leste do Tocantins. Faz divisa com os estados da Bahia, Piauí e Maranhão, e fica distante da capital Palmas, aproximadamente 1,2 mil quilômetros.

Apesar de toda beleza natural, você encontrará alguns percalços para percorrer as principais atrações locais. É preciso andar por estradas de terra, areia e pedra, que tem que ser feito num carro preparado para terrenos acidentados, ou então, contratar o passeio em agências de turismo especializadas, que organizam o roteiro, é muito mais seguro.

A infraestrutura turística é mínima, mas não existente, há pousadas simples com banho quente, ar condicionado e café da manhã.Restaurantes são poucos, a opção mais comum é encomendar refeições nas pousadas, ou em pontos de apoio pelo caminho, como campings, próximos as cidades, onde se come boa comida feita no fogão a lenha.

Mesmo enfrentando alguns probleminhas, não precisa ter perfil aventureiro; segundo relato de várias pessoas que já estiveram por lá, até os muito urbanos, como é meu caso, vão gostar de conhecer a região , pois tem muita coisa bonita para ser explorada.

Perto das veredas, espécie de oásis do cerrado (se forma onde há água), encontra-se o capim dourado, antes de virar artesanato, além da rica flora local, com destaque para o chuveirinho, nome que a sempre-viva tem na região.

E aí, que tal incluir o Jalapão na sua próxima viagem de férias? Confesso que fiquei meio encantada com o lugar, mesmo tendo horror a falta de conforto.

Aproveitando o post, quero agradecer de coração todas as amigas, o carinho, a amizade , as palavras de conforto, as orações, durante este período que antecedeu a cirurgia e durante minha recuperação. Eu estou bem, graças a Deus, no entanto, dentro de mais alguns dias, serei submetida a outra, a segunda parte. Continuem rezando por mim.

Deus lhes pague!

Related Posts with Thumbnails

Mimo da Betty Gaeta

Mimo da Betty Gaeta

Mimo da Betty Gaeta

Mimo da Betty Gaeta

  ©Mundo de Cissa - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger

|

Blog personalizado por Elaine Gaspareto